Essa é uma transcrição livre parcial de
How government programs drive up college tuitions
, por Peter Schiff, feita às pressas. Falta o início.

De volta a século 19 não havia Departamento da Educação, não havia bolsas do governo, ajudas ou garantias para empréstimos estudantis. Não existiam.

Agora quando não existiam as tuição eram baratas e pagáveis. Hoje com toda a ajuda governamental e agências de governo os custos estão lá no alto. E a razão disso são todos os subsídios. Pense sobre empréstimos estudantis por um momento.

Se o governo não os garantisse, estudantes não pediriam empréstimos para ir à faculdade, ninguém iria dá-los pois seria muito arriscado deles não pagarem de volta. Mas agora que o governo garante dar um empréstimo estudantil é como comprar um título do Tesouro. Você não tem o que perder.

E agora qualquer um que quer ir para a escola pode ter o governo dos EUA garantindo o pagamento da dívida. E agora o que temos é estudantes competindo por vagas na faculdade pagas pelo governo e o que acontece é que os preços aumentam.

Não há desdém. Seja qual preço for, eles podem cobrir porque eles podem pegar os empréstimos. As universidades notam isso.

Eles não têm incentivos para diminiuir os custos, qualquer coisa eles podem aumentar as tuições pois os estudantes podem pegar o empréstimo pois o governo está garantindo o débito.

Então os preços sempre vão para cima, pois não há incentivos para acabar com isso. Não há livre mercado. As crianças não estão nem aí e as universidades obviamente querem cobrar mais. Então eles fazem isso.

Se você pensar realisticamente, seria mais barato educar as crianças hoje. Olhe para toda a tecnologia que temos que permite educar as crianças por menos.

Olhe o fato de muito mais crianças estarem na escola hoje. É economia de escala. Você tem mais crianças nas universidades. O custo por pupilo deveria estar indo para baixo.

Por que não está? Por que o livre mercado não está fazendo isso? É por causa do governo.

Então você agora meus oponentes podem tentar demagogear ou fazendo peça por eu ser contra esses empréstimos. Mas isso é porque eu sou pelos estudantes! O que eu sou contra é essas tuições exorbitantes causadas por eles. E se lembre o dinheiro vai para as escolas, não para as crianças. Elas precisam pagá-los de volta. E o que aconteceria se o governo deixasse de subsidiar? As crianças não poderiam pegar empréstimo. Mas isso não quer dizer que deixariam de estudar. As faculdades teriam classes vazias? Claro que não. Teriam que reagir a essa nova demanda e teriam que baixar os preços até um nível aceitável, mas o que acontece é que por causa desses empréstimos e bolsas elas não precisam de nada disso. Eles não precisam fazer cortas. Podem continuar cobrando mais e mais, ano após ano por causa desses programas. E novamente: eu sou a favor dos estudantes, certo? O que acontece é que o governo, eles iniciaram esse programa e agora o custo estudantil vai para alto e agora os estudantes acham que precisam deles. Acham que sem eles seriam impossível ir para a faculdade e que Peter Schiff contra isso vai me tirar da sala. Isso não faz sentido. Se os empréstimos somem, as tuições mudam e todos vão continuar podendo bancar os estudos, mas sem gastar os próximos 20 ou 30 anos de suas vidas pagando os custos. Ou seja, justamente como era antes do governo se envolver. É tudo por hoje. Espero que a história ensine e espero que as pessoas que acham que o Estado ajuda vejam esse videoblog e coloquem isso em perspectiva pois eu realmente gostaria de ter um debate em educação e no custo dela. Por que você sabe? Isso tudo aplica-se na saúde, ou em qualquer coisa em que o governo se envolva. E eles se envolvem dizendo as pessoas que vão tornar as coisas mais baratas, mas tornam mais barata e criam essa cultura de dependência.

Então, é isso por hoje. Eu vou voltar em breve.